agua guariroba

Usina Fotovoltaica do Poder Judiciário de MS entra em estágio final

Por Redação em 03/04/2024 às 15:27:50

A Usina Fotovoltaica do Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul passou pela sua última vistoria na manhã desta terça-feira, dia 2 de abril. O presidente do TJMS, Des. Sérgio Fernandes Martins, foi até o local, próximo à Gameleira, para verificar a conclusão dos trabalhos de instalação do sistema fotovoltaico que faz parte da segunda etapa de implantação de energia solar para atender a todas as edificações do PJMS. A primeira etapa contemplou a instalação de 50 sistemas de geração em 49 comarcas do Estado.

Com a conclusão da usina, o PJMS torna-se referência em energia limpa, compensando 100% da eletricidade consumida pelas edificações do Judiciário em Mato Grosso do Sul.

"Esta era a unidade que faltava para que pudéssemos completar o atendimento a todas as comarcas do Estado. Com esta usina atenderemos a comarca de Dourados, a comarca de Corumbá e todos os prédios que compõem o Poder Judiciário na capital. Além disso, haverá um excedente de energia que será utilizado para complementar aquelas comarcas que eventualmente, nada obstante tenham as placas de energia solar em seus telhados e nas coberturas dos seus estacionamentos, ainda necessitem de uma pequena quantidade de energia para estarem totalmente atendidas", disse o Des. Sérgio Fernandes Martins.

O presidente do Tribunal ainda ressaltou que somente nesta usina serão gerados 400.000 kWh por 6.000 painéis instalados no solo que, somados aos 90.000 kWh produzidos com as placas instaladas no prédio do TJMS, no Parque dos Poderes, em Campo Grande, permite atender toda a demanda do Poder Judiciário do Estado.

Uma empresa especializada foi contratada por meio de processo licitatório para implantar três centrais geradoras de energia elétrica por meio de usinas fotovoltaicas conectadas à rede da distribuidora local, no município de Campo Grande, na modalidade de Geração Distribuída – GD: um referente à Usina Fotovoltaica do PJMS e outros dois no Tribunal de Justiça, sendo um nos telhados e outro em estruturas de cobertura de estacionamento.

Na primeira etapa de implantação, a geração média mensal esperada das 50 usinas instaladas em 49 comarcas do Estado é de 441.000 kWh. Ao total, portanto, o TJMS possui uma capacidade de geração de 931.000 kWh. Considerando que no centro-oeste, o consumo médio mensal de energia elétrica por habitante por mês é de 187,4 kWh, então, a capacidade de geração dos sistemas do PJMS equivalem a atender ao consumo de uma cidade de quase 5.000 habitantes.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça de MS

Comunicar erro
SUPREME

Comentários

ANUNCIA