agua guariroba

Semana contra assédio tem edição especial do Mérito da Questão

Por Redação em 14/05/2024 às 07:47:35

Nesta terça-feira, dia 14 de maio, às 7 horas, tem Mérito da Questão no canal 7.2. Na TV Alems, o Tribunal de Justiça vai discutir os assédios moral e sexual e a discriminação com base em uma resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e, portanto, voltada para as pessoas que atuam no sistema judiciário. Como a prática pode ocorrer em qualquer ambiente, a ideia do programa é que o telespectador saiba como identificar e denunciar casos de assédio e discriminação, e, principalmente, como prevenir.

"Um aspecto muito importante é o comprometimento da gestão. Também temos que ter uma conscientização das pessoas que trabalham. O que é o que não é assédio e discriminação. Às vezes a pessoa acha que está sofrendo um assédio e não é. Às vezes ela acha que não está e está. Os limites são muito tênues e a gente precisa ter muita informação", antecipa a juíza Liliana de Oliveira Monteiro, entrevistada da edição que vai ao ar, justamente, na Semana de Combate ao Assédio e à Discriminação do TJMS.

Assim, a magistrada, que é presidente da Comissão de Prevenção e Enfrentamento do Assédio Moral, do Assédio Sexual e da Discriminação do TJMS, vai responder questões como quais as formas de assédio e discriminação, qual o papel da comissão, como comunicar casos de assédio ou discriminação, quais são os alvos mais frequentes de assédio moral, quais as consequências do assédio e da discriminação, como perceber que o assédio é sexual e o que diz a lei.

O Mérito da Questão é uma produção do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul que apresenta, a cada edição, serviços, ações e projetos do Judiciário, e ainda como o trabalho da justiça tem operado em defesa da cidadania. Na programação da TV Alems, edições inéditas e reprises vão ao ar toda segunda às 13h30, terças às 7 horas, quintas às 18h15, sábados às 11 horas e domingos às 14 horas. Confira em https://www.al.ms.gov.br/TvAssembleia/Programa/3162.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça de MS

Comunicar erro
SUPREME

Comentários

ANUNCIA