agua guariroba

Adolescente é apreendido em MS acusado de sequestrar bebê e deixar em boca de fumo

Nesta segunda-feira (13), a PC-MS (Polícia Civil de MS), via DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) e com o suporte do Setor de Investigações Gerais (SIG) de Bataguassu, realizou uma operação que resultou na obtenção de um mandado de internação para um adolescente envolvido em casos de sequestro de bebês na região.

Por Redação em 14/05/2024 às 13:24:27

Foto: SlideShare

Nesta segunda-feira (13), a PC-MS (PolĂ­cia Civil de MS), via DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) e com o suporte do Setor de Investigações Gerais (SIG) de Bataguassu, realizou uma operação que resultou na obtenção de um mandado de internação para um adolescente envolvido em casos de sequestro de bebĂȘs na região.

Conforme apurado, o menor infrator é investigado por uma série de crimes, incluindo lesão corporal no contexto de violĂȘncia doméstica e subtração de um recém-nascido, configurando assim o crime previsto no artigo 249 do Código Penal.

Surpreendentemente, este Ășltimo delito ocorreu não apenas uma vez, mas em duas ocasiões distintas. Na primeira vez, a criança foi levada para a casa do adolescente, enquanto na segunda ocasião, o bebĂȘ foi encontrado em uma ĂĄrea de trĂĄfico de drogas, supostamente deixado pelo menor infrator.

O mandado de internação provisória contra o adolescente foi solicitado pela Delegacia de Atendimento à Mulher logo após o primeiro incidente, mas a ordem judicial só foi emitida recentemente, no dia 8 de maio. Durante a execução do mandado de internação, os policiais flagraram o adolescente cometendo mais um delito.

Com drogas também

Ontem, ou desta vez também, ele foi surpreendido em posse de 11 gramas de crack em sua residĂȘncia, configurando assim o crime de trĂĄfico de drogas.

As autoridades ressaltaram a importância da ação conjunta entre os setores policiais para coibir a prĂĄtica de crimes e garantir a segurança da comunidade.

O adolescente permanece sob custódia e à disposição da justiça para os devidos procedimentos legais.

Comunicar erro
SUPREME

ComentĂĄrios

ANUNCIA