agua guariroba

Servidora do Samu de CG é baleada por participantes de racha que bate no carro da família e ainda briga com a vitima

Uma servidora do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Campo Grande foi vitima por duas vezes na noite deste domingo (9), de infratores do trânsito ou criminosos por duas vezes.

Por Redação em 10/06/2024 às 11:18:53

Foto: Enfoque MS

Uma servidora do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Campo Grande foi vitima por duas vezes na noite deste domingo (9), de infratores do trânsito ou criminosos por duas vezes. Eles já cometendo crimes de trânsito, colocando vidas em risco com racha em plena avenida movimentada, após ‘briga’ atentarem diretamente contra a vida, atirando contra o filho da cidadã, técnica de Enfermagem do Samu, sendo então ela baleada por um dos participantes da corrida irregular.

Assim, uma noite que deveria ser tranquila para uma família acabou em tragédia no Jardim Tarumã, regição Oeste da Capial, com a técnica de enfermagem do Samu baleada durante um desentendimento com participantes do racha, que bateu no carro da família. A profissional estava dentro do veículo de seu filho, sem envolvimento com a corrida ilegal, passando no local, onde após o tiro foi socorrida em estado grave.

De acordo com o boletim de ocorrência, o motorista de um Renault Sandero, que estava acompanhado de sua mãe (a socorrista do Samu), sua esposa e seus quatro filhos pequenos, relatou que seguia pela Avenida Marinha. No cruzamento com a Rua da Península, ele avistou dois veículos praticando racha: um Audi vermelho e um Astra de cor escura.

Para evitar um acidente, o condutor do Sandero desviou dos veículos. Ao se aproximar da Avenida Gunter Hans, ele parou para esperar a passagem pelo cruzamento. Nesse momento, o Audi colidiu na traseira do Sandero. Os ocupantes dos veículos envolvidos no racha desceram e se dirigiram ao carro da família.

Agressão e Tiro

O motorista do Astra deu um tapa no peito do condutor do Sandero, chamando-o de "folgado". O motorista do Audi, então, sacou uma pistola e apontou em direção à vítima, que tentou se esquivar, mas o suspeito disparou. O tiro atingiu o braço da mãe do motorista, que estava no banco de trás com seu neto de cinco meses no colo. A bala transfixou para o abdome da mulher.

Em estado de choque, o filho procurou uma unidade de saúde próxima, onde a mãe foi socorrida em estado grave e posteriormente transferida para a Santa Casa. Felizmente, mais ninguém ficou ferido. Os suspeitos fugiram do local, e a polícia foi acionada.

Investigação e Procurados

Após a identificação dos veículos envolvidos no racha, a Polícia Militar constatou que eles eram conhecidos por participação em outras situações criminais, incluindo violência doméstica e porte ilegal de arma de fogo. Sabendo que os veículos frequentemente eram vistos no Bairro Bela Laguna, a PM iniciou diligências na região.

Durante uma abordagem, uma mulher admitiu que estava no Astra no momento do tiro e forneceu o endereço do atirador. Contudo, não revelou o paradeiro do Astra. Os policiais foram até o local indicado e contataram a família do suspeito, identificado como Rafael Conceição dos Santos, que prometeu se apresentar à polícia. O Audi e a pistola ainda não foram localizados.

Cena do Crime

O delegado de plantão e peritos se dirigiram à Rua da Península, onde encontraram a cápsula deflagrada de calibre 9 milímetros sobre o banco do motorista do Sandero. No banco traseiro, havia manchas de sangue.

Até o momento, ninguém foi preso. Mas, a polícia aponta que continua investigando o caso, buscando localizar os suspeitos e a arma utilizada no crime.

A técnica de enfermagem do Samu permanece sob cuidados médicos, e a comunidade espera que os responsáveis sejam levados à justiça em breve.

Comunicar erro
SUPREME

ComentĂĄrios

ANUNCIA