agua guariroba

Grupo que furtou apartamento do ex-governador Reinaldo Azambuja é preso em SP

Em uma ação rápida das forças policiais de Mato Grosso do Sul, com auxílio da polícia de São Paulo, os responsáveis pelo furto ao apartamento do ex-governador Reinaldo Azambuja (PSDB) foram presos nessa terça-feira (11), dois dias após a descoberta do crime.

Por Redação em 11/06/2024 às 19:11:48

Foto: Campo Grande News

Em uma ação rápida das forças policiais de Mato Grosso do Sul, com auxílio da polícia de São Paulo, os responsáveis pelo furto ao apartamento do ex-governador Reinaldo Azambuja (PSDB) foram presos nessa terça-feira (11), dois dias após a descoberta do crime.

Conforme as informações da Polícia Civil, os três presos têm de 20 a 25 anos e estavam escondidos em São Paulo. Os detalhes de como a investigação chegou até eles ainda não foram repassados à imprensa.

O veículo usado na fuga foi interceptado pela investigação da Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assalto e Sequestro). Uma equipe foi até São Paulo, onde a prisão dos três aconteceu em local não confirmado.

Com eles foram encontrados relógios e dinheiro do ex-governador. Algumas joias que também foram furtadas teriam sido vendidas e ainda estão sendo procuradas pelas autoridades.

Além disso, os investigadores disseram que se trata de um grupo organizado e especializado em furto de condomínios de luxo, inclusive, o cartão de acesso de outro prédio foi apreendido na posse de um deles.

Os três devem ser transferidos para Campo Grande, onde irão responder pelo crime na Justiça estadual, antes, devem passar por audiência de custódia para saber se serão soltos ou encaminhados para algum presídio.

O caso

Não há detalhes sobre a ocorrência, apenas que o crime foi descoberto no domingo (09) e que teriam sido levadas joias e outros objetos de valor. O ex-governador estava em Maracaju, participando da feira agropecuária.

O condomínio está localizado no bairro Jardim dos Estados, em Campo Grande. A investigação procura por imagens de câmeras de videomonitoramento para tentar identificar os suspeitos.

Reinaldo Azambuja disse que não irá comentar o caso. Nessa segunda-feira (10), ele cumpre agendas em Aquidauana como presidente estadual do PSDB em Mato Grosso do Sul, preparando a legenda para as eleições de logo mais.

Comunicar erro
SUPREME

ComentĂĄrios

ANUNCIA