aguas guariroba

Polícia Civil prende três suspeitos por envolvimento em latrocínio de taxista

Equipes da Polícia Civil prenderam, nesta quinta-feira (13), três suspeitos por envolvimento no latrocínio – roubo seguido de morte – do taxista Devanir da Silva Santos, de 52 anos, da cidade de Ribas do Rio Pardo, a 97 quilômetros de Campo Grande.

Por Redação em 13/06/2024 às 12:08:22

Foto: YouTube

Equipes da Polícia Civil prenderam, nesta quinta-feira (13), três suspeitos por envolvimento no latrocínio – roubo seguido de morte – do taxista Devanir da Silva Santos, de 52 anos, da cidade de Ribas do Rio Pardo, a 97 quilômetros de Campo Grande. Os criminosos também serão indiciados por ocultação de cadáver e porte de arma de fogo.

De acordo com delegado Roberto Scucuglia, da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros (Garras), o taxista desapareceu na terça (11) junto de seu veículo Toyota Corolla, sendo seu último contato feito por volta das 18h daquele dia.

Foi dado início as investigações sobre o desaparecimento pela delegacia da cidade, com apoio do Garras, sendo localizado o carro do taxista na Vila Santa Dorotheia, em Campo Grande. Posteriormente, souberam que o veículo foi deixado no local por três homens, que esconderam em um hotel situado na Avenida Afonso Pena.

No hotel, os policiais encontraram um dos autores de 35 anos. Em uma das camas, embaixo do colchão, foi encontrado revólver calibre 38, municiado. Ele foi preso em flagrante.

Após a prisão, os policiais retornaram para Ribas do Rio Pardo para tentar localizar o restante dos criminosos.

Na cidade, mais um integrante da quadrilha, de 28 anos, foi encontrado em uma casa no Bairro Estoril. Com ele foi encontrada uma munição calibre .38, com as mesmas características da munição apreendida no revólver encontrado no hotel.

O t3rceiro suspeito, de 24 anos, retornou para Capital. Seguindo em diligências, ele foi encontrado em uma pousada, no bairro Universitário.

Após as prisões, os autores indicaram o local onde estava o corpo do taxista, uma área de mata, próxima ao local provável do crime.

O trio foi autuado em flagrante e o delegado pediu a conversão em prisão preventiva. Eles deverão passar por audiência de custódia.

Comunicar erro
SUPREME

ComentĂĄrios

ANUNCIA