aguas guariroba

Movimento Bem Maior abre edital com apoio de R$ 100 mil para organizações sociais e coletivos de MS

Com programa de desenvolvimento institucional, o MBM estimula protagonismo de agentes de transformação locais para que ampliem o impacto comunitário de suas ações

Por Redação em 09/07/2024 às 18:56:28

O Movimento Bem Maior está com inscrições abertas até 4 de agosto para o 5º Edital do programa "Futuro Bem Maior". Ao todo 45 iniciativas de todo o país, incluindo de Mato Grosso do Sul, poderão ser selecionadas para participar de um programa de desenvolvimento institucional no período de dois anos. Cada organização selecionada receberá o apoio financeiro de R$100 mil.

Para participar, as organizações sociais e coletivos devem ter, no mínimo, cinco anos de atividades e estar sediados em municípios de até 200 mil habitantes, além de ter a receita anual de 2023 no valor de até R$ 500 mil.

Criada em 2019, a iniciativa visa fortalecer organizações sociais em territórios vulneráveis, promovendo desenvolvimento institucional e protagonismo dos agentes de transformação locais que já atuam para melhorar as condições de vida das comunidades. As inscrições estão disponíveis na página do Movimento Bem Maior.

"Chegamos à quinta edição celebrando a trajetória de amadurecimento do programa e renovando o propósito de investir em quem conhece as necessidades locais e tem a capacidade de gerar um impacto direto e positivo nos territórios onde atuam", afirma Carola Matarazzo, diretora executiva do Movimento Bem Maior. "Para isso, entendemos que é essencial descentralizar o investimento social privado e direcionar recursos para organizações que muitas vezes não conseguem investimentos", completa.

O diferencial desta edição está na capacitação, que dará ênfase ao desenvolvimento institucional, com suporte técnico viabilizado em parceria com o Instituto Phi e Phomenta. Isso inclui assessorias individuais, capacitações exclusivas e suporte para planejamento, execução e gestão de atividades, entre outros benefícios.

No primeiro ano, o foco será a formação institucional das organizações, com acesso a R$30 mil em recursos livres e uma trilha de capacitação em gestão facilitada pela Phomenta. No segundo ano, serão disponibilizados R$70 mil em recursos flexíveis para implementação de um projeto institucional, com assessoria técnica e suporte do Instituto Phi.

"Acreditamos que organizações sociais e coletivos com a gestão fortalecida, podem executar seus trabalhos com mais eficiência e eficácia, aproximando-se de suas missões e gerando mais impacto social. O financiamento com recursos flexíveis, combinado com apoio não financeiro, permite que cada iniciativa escolha como utilizar os recursos, resultando em um processo de fortalecimento local ainda maior", destaca Beatriz Waclawek, gerente de Investimentos Sociais do Movimento Bem Maior.

Após a fase de cadastro, as inscrições submetidas passarão por etapas de análise e seleção dos finalistas por meio de uma banca formada por profissionais do Movimento Bem Maior e especialistas externos. O resultado será divulgado nos canais de comunicação do Movimento Bem Maior no dia 14 de novembro.

Edições anteriores

Em quatro edições, o Futuro Bem Maior já conectou 127 organizações sociais e coletivos de todas as regiões do país e mobilizou mais de R$ 14.33 milhões em recursos filantrópicos para o fortalecimento de empreendedores, gestores e projetos envolvidos com as mais diversas causas, como educação, geração de renda, cultura, saúde e defesa dos direitos humanos.

Uma dessas organizações contempladas, é a Associação Camará Capoeira, de Ponta Porã (MS), selecionada na quarta edição do FBM. Já no primeiro ano do programa, otimizou seus recursos. Ao receber os R$ 30 mil para aplicar à sua escolha na organização, investiu R$ 2,4 mil em uma assessoria para elaboração de projetos em conformidade com as leis de incentivo. O retorno foi expressivo, atingindo R$ 462 mil em captação para o ano de 2024, fortalecendo a sustentabilidade e a diversificação de receita.

A Associação Camará Capoeira atua para transformar a realidade de crianças, adolescentes e jovens em estado de vulnerabilidade social e miserabilidade, que vivem na faixa de fronteira. Ela adota os princípios da Educação Integral, ofertando atividades sociais, esportivas e culturais no contraturno escolar.

Fonte: Assessoria de Imprensa Movimento Bem Maior

Comunicar erro
SUPREME

Comentários

ANUNCIA